sábado, 30 de setembro de 2017

Viver longe dos irmãos é viver meio longe de nós mesmo...

20/09/17 23:35:30: Draisa Peretti: Olha só  que texto  mais lindo!


Viver longe dos irmãos
É viver meio longe de nós mesmo.



Houve um tempo em que morar na mesma casa é que era o problema. Começamos com as disputas pelos brinquedos, depois pelo controle remoto, evoluindo para a trilha sonora no carro e o tempo de ocupação do banheiro. Tudo era razão para eclodir um embrião de guerra civil.

Todos nós já desejamos, do alto da nossa imaturidade convicta, que eles desaparecessem daquela casa. Que eles não acabassem com as bolachas recheadas, não comessem o último pedaço da lasanha, nem sumissem com as nossas meias preferidas.

Já gritamos enfurecidos, dizendo que não queríamos dividir quarto com eles.

E então os anos passaram e finalmente saímos de casa. Nós ou eles, ou nós e eles. Carreira, estudos, casamento ou qualquer outra razão fez com que aquele velho ninho da discórdia passasse a fazer parte apenas da memória e não mais de um dia a dia conturbado.

Pareceu-nos, muitas vezes, na ignorância da infância ou na estupidez da adolescência, que a felicidade seria muito mais viável sem a presença diuturna daquelas criaturas que insistiam em invadir nosso espaço, apesar de todas as ameaças que julgávamos lhes fazer.

Mas essa ideia, como tantas outras que imaginávamos sobre a vida adulta, era uma cilada.

Hoje descobrimos que é extremamente dolorido ter que aproveitar a presença deles em eventos com hora marcada para terminar. Almoços, jantares, visitas. Que coisa sem cabimento, eles têm hora para ir embora? Eu tenho hora para ir embora? Não, espera aí. Irmãos não foram feitos para ir embora. Foram feitos para ficar aqui, para podermos brigar sem pressa, ofender sem querer e amar sem prazo.

Agora nos flagramos adultos, acelerando as conversas quando nos vemos, tentando aproveitar-nos ao máximo, lutando contra o relógio. Nos vemos tapando buracos com mensagens de whatsapp e linkando seus nomes em publicações de redes sociais que só eles entenderão. E às vezes, como quem sente uma pontada no peito, nos damos conta de que isso é tão, tão pouco.

As distâncias variam. Alguns moram a 50 metros, outros a 50km. Outros mais sofridos vivem a 500km ou 5.000km. Em sua medida, todos sabem como doe. Os beliscões de antigamente foram substituídos por abraços sedentos. E nós descobrimos que os abraços raros doem muito mais do que os beliscões raivosos.

É bom saber que todos tomamos algum rumo, ainda que torto. É bom ver que a vida de cada um de nós caminhou. Mas é quase insuportável a ideia de tornar-se um espectador na vida de um irmão.

Irmãos nunca deveriam ficar longe uns dos outros. Juntos sempre foi melhor. Brigando, criticando, estapeando. O problema é que a vida adulta não nos faculta o luxo do perdão automático, nem da memória curta. Talvez por isso o tempo nos obrigue a aceitar alguma distância. Talvez, depois de abandonar a infância, a distância seja exatamente o que nos mantenha mais unidos.

Não sei. Sei que, de um modo ou de outro, machuca. Ir embora sem conversar tanto quanto queria, pedir socorro às tecnologias para sentir-se menos distante, não ter nem tempo para brigar e beliscar como sempre foi. Mas é uma daquelas dorzinhas de sorte da qual só usufrui quem teve a felicidade de ter um irmão presente, que já foi odiável e irritante, mas que hoje é uma saudade diária e a certeza de que para estar junto não é preciso estar perto.


POR RUTH MANUS

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Complicado você superar a perda de alguém.....Ainda mais quando você não quis encontrar...

A vida é arte do encontro embora haja tanto desencontro pela vida 

Ok! A vida é assim mesmo..... Até que um dia, você através de aplicativos (destes que todo mundo CRITICA mas  usa como Tinder, Happen, etc..) conhece um Gato que aparentemente "combina" ou "chama sua atenção", trocam mensagens durante alguns dias e ai partem para o whats.... 

Oba! Primeiro progresso se é que podemos dizer assim....

Bom papo, mensagens inteligentes, engraçadas e ao mesmo tempo interessantes, enfim surge a vontade de conhecer pessoalmente. Então, combinamos de nos conhecermos.... 

Como de costume, me arrumei e fui para um barzinho ao encontro dele! A ansiedade, minha companheira, só aumenta hehe. Junto com ela vários questionamentos: Como será que ele é???? Bonito ou feio, alto ou baixo, igual a foto o Whats haha enfim a maior dúvida era: será que vai dar certo a gente ficar e curtir...ou se será que vai ser apenas uma "amizade".

Eis que ele chega! Ufa ele veio!  hahaha

Meu coração saindo pela boca de vergonha hahaha nos apresentamos, sentamos e começamos a beber e conversar sobre diversos assuntos, ele pediu licença e foi buscar outra bebida, ai você respira e pensa: Ok ele parece ser legal, além de gatinho.... heheh vamos ver o que acontece!
O papo continua, e a noite vai seguindo... entre uma cerveja e outra, ele tenta se aproximar, e você resiste e pensa de novo: será que ele está afim??? E eu, será que estou afim??? Será que tomo a iniciativa? Será que fico?  Não sei porque tantos "serás" e "se" vem na cabeça nesta hora....Ai ele volta e você o convida para estender a noite em outra festa e  ele aceita! 

Oba segundo progresso....

Fomos então para outra festa e nada de "rolar".... sentia as vezes que ele chegava e eu nada, uma estatua hahahah algo me dizia pra ficar e ao mesmo tempo pra não ficar....eu não sabia o que eu queria..... até que derepente sai um BEIJO.....torto, ligeiro mas sai o tão esperado beijo! hahaha Ficamos mais um pouco na festa rimos, dançamos e fomos embora, cada um pra um lado...
Entrei no cabify e logo pensei, acho que ele não vai mais me procurar.....porém eu estava enganada... Ele procurou, não deu muito papo mas procurou! E foi ai que eu me dei conta que eu queria tentar e ficar de novo pra ver como seria....
Combinamos de nos ver de novo... Ele foi chegando de mansinho, me conquistando aos poucos,  sendo humilde, carinhoso, teimoso, se tornando uma cia agradável! Ok  o segundo encontro foi muito MELHOR e INTERESSANTE, além de engraçado, por lembrarmos do primeiro encontro e do nervosismo de cada um... hahaha

 E cada encontro que acontecia ficava ainda MELHOR....porém eu não sabia o que eu sentia naquele momento, muito menos o que ele estava sentindo.... e por falta de coragem em perguntar, por medo do que ele iria pensar e eu o afastasse.....deixei assim.... ia curtindo....o que eu não queria era cobrar alguma posição de "o que a gente tinha", na verdade eu não sabia o que eu queria.... do jeito que estava acontecendo estava bom, me fazendo bem... as mensagens, os carinhos, os encontros, as jantas, enfim a vontade ansiosa de chegar na sexta e saber que eu iria vê-lo no final de semana, de chegar todas as noites e eu receber a mensagem dele.....mesmo sendo corrido o tempo pra ambos.... o que eu pensava era que tudo estava BOM, e que só iria melhorar....

Mas o inevitável aconteceu....o famoso "preciso de um tempo" e "preciso ficar sozinho", veio a tona! Num primeiro momento, parecia que eu já esperava, mas na verdade eu não esperava!
É muito difícil lidar com a rejeição e com o NÃO!  Principalmente quando você se da por conta que o que você sentia e não sabia, chama se GOSTAR,querer estar junto, estar apaixonada, sentir carinho, respeito, admiração pela pessoa que estava com você...
É muito difícil, quando você se acostuma com a presença de alguém, quando você recebe mensagens carinhosas, quando você compartilha coisas bobas, quando você espera toda semana para vê-lo,  pra sentar no sofá começar a ver um filme e não terminar porque ambos não param, em jantar as 2 manhã, em você cozinhar para ele, em você separar a melhor toalha, em você se preocupar com ele e de repente saber que mais nada disso vai acontecer..... 

Dói muito!!!!!!

E dói mais ainda, quando você não queria se machucar e acaba novamente se machucando....Dói em você ouvir as pessoas lhe dizer: vai passar, você tem que seguir em frente....ele não ta nem ai pra você, dói muito você não poder mais falar com ele por querer respeitar o que ele pediu e dói muito você acreditar que ele ainda vai te procurar quando na verdade isso é da sua cabeça.....
É complicado você superar esta perda.... Ainda mais quando você não espera encontrar, quando você não programa encontrar, ou até mesmo quando você NÃO quer encontrar....


sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Os dias em que preciso tanto de um abraço quanto da solidão

Preciso tanto de um abraço quanto da solidão.....

É assim que ando me sentindo....


É preciso admitir: não há pior sensação do que estar revoltado com o mundo, mas ao mesmo tempo precisar do amor mais puro e mais acolhedor. Experimentar essa sensação, por mais curioso que pareça, é uma coisa completamente normal, uma realidade que viveremos em diversas ocasiões.
“NÃO DÁ PARA DESFAZER UM NÓ SEM SABER COMO FOI FEITO.”
-ARISTÓTELES-

http://www.sabiaspalavras.com/ha-dias-em-que-eu-preciso-de-um-abraco-mas-nao-quero-ver-ninguem/

terça-feira, 31 de maio de 2016

O céu de Ícaro tem mais poesia que o de Galileu." ✈️

Eiii, você!
Você mesmo que está acordado agora, ou indo dormir...
Que não teve feriado, que deu uns 500 bom dia, boa tarde, boa noite...
Que escutou "psiuuu" e sorriu.
Que acordou no frio e vai dormir no calor, que está com saudade de casa, que vai tomar muito café pra voar mais uma madrugada...
Que está tentando trocar o voo no dia 12 pra ficar com seu amor, ou que já faz parte do grupo...sem amor, porque todo mundo acha que você tem um amor em cada cidade e assim, todos tem medo de te amar (hahaha).
Você que voa mais que passarinho, que dá tchau como se fosse até a esquina, mas vai pra Paris...
Que sai e não sabe se volta.
E que já ouviu mil vezes: "você não tem medo?"
Você que já desistiu de desfazer a mala, ou os que levam até um ornitorrinco na mala, porque vai que...? Rs
Você que não sabe que dia é hoje, mas sabe sua escala, que conta os dias pelas folgas, que sorri mesmo quando seu coração está doendo.
Você que é enfermeira, psicólogo, bombeiro, socorrista, médico, agente de segurança, mágico, malabarista, tio, tia...
Você que não sabe onde mora...
Que luta contra o tempo...
Que já vôou com febre, dor de cabeça, cólica...
Você que não tem vida social, que faz melhores amigos em 5 min, que em 12 horas arruma tempo pra correr, malhar, comer, se arrumar, dormir e se divertir...
Você que se sente sozinho e dança no quarto do hotel pra espantar a tristeza...
Que tem um kit de Salompas, dorflex e tylenol sinus, rsrs.
Você que vira o centro das atenções em festas, que já disse mil vezes que não sabe quanto custa a passagem, que exige ser bem atendido, que chama todo mundo pelo nome do crachá, que vive com medo de perder o horário, que almeja feijão, arroz e ovo frito.
Que sabe que no sul o X é enorme, que em Minas corre pro mercadão e em Fortaleza vai pra feirinha...kkkk!
Você que sabe do que estou falando. Que entende o que quero dizer... E que ainda assim ama intensamente o que faz!
Parabéns!!!!
Hje dia 31 de Maio, Feliz dia do Comissário de Voo pra nós, porque Da Vinci sabia...
O céu de Ícaro tem mais poesia que o de Galileu." ✈️

(Lucas Sales)


quinta-feira, 3 de março de 2016

Irmã de Alma...

Ha muito tempo venho protelando para escrever sobre uma pessoa muito especial, que merece ser retribuída por todo carinho que sempre demonstrou comigo. 

Quem diria que lá no final de 2012, fossemos nos conhecer (na festa do seu aniversário) por causa de nossos irmãos, e fossemos nos tornar Amigas.... pois é, tem coisas que acontecem por que tem que acontecer, simples assim!!! 

Desde  lá foram muitas festas, jantas, viagens, carnavais, brigas, choros, respeito, admiração, conquistas, almoços, tardes de domingo em parques, acima de tudo lealdade e vontade de continuarmos amigas....

Sempre houve muito respeito uma pela outra e deve ser por isso que nossa amizade continua firme e forte. Sei também que temos muitas histórias a serem lembradas e muitas ainda que estão por vim...porém quero que saiba que ainda quero poder dividi-las com vc, minha amiga, irmã de alma!

Piri, muitas vezes  fiquei indecisa se realmente o carinho que eu sentia por vc, era recíproco, porém aprendi e continuo aprendendo que as pessoas não são iguais e que cada uma tem seu jeito, devendo eu aceitar e respeitá-la.  

Você é minha BFF e já provou que é mais que uma Amiga, uma irmã por quem eu tenho enorme admiração e respeito, és uma menina mulher batalhadora e dona de um coração enorme (sorte de quem ver isso e valorizar)


Só tenho a agradecer por tantas vezes ter me escutado, aconselhado e na maioria delas ter apenas me dado um abraço! Obrigada pela sua amizade e pela amiga que você é.... Como tu mesma disse num post
 "Risadas, choros, cervejas, chimarrão no parque, indiadas, viagens, tardes de filme, compras antes de ir pra festa, thomas, ocidente, shows, parcerias, brigas, consolos, conselhos, churrasco, piscina, açai... tanta coisa que vivemos juntas! !!!! E temos muito mais pra viver!!!!"


Mais uma vez obrigada por fazer parte da minha vida e deixar eu contribuir com a sua! Te amo de coração minha BFF.... 

A pisciana....

Rapunzel (Enrolados)

Mistério, doçura, compaixão, charme. 
A pisciana se assemelha a típica princesa de contos de fadas: linda e graciosa, espera pelo resgate de seu salvador, para honrá-la e protegê-la. Ou seja, ela é extremamente romântica. 

Ela parece um ser frágil e que precisa de proteção. Transmitindo um ar de que está sempre em formação. Devoção e suavidade são partes de sua personalidade. No entanto, não se engane, piscianas sabem ser bastante escorregadias e possuem uma capacidade incrível de sobrevivência. 













A Rapunzel Foi presa numa torre e viveu em solidão por anos e anos sem nunca perder o poder de vencer tudo aquilo com seus sonhos e alma pura. Quando tudo está pior lá vai ela e sonha mais um pouco para melhorar as coisas. 

A mulher Peixes possui uma enorme sensibilidade que em algumas ocasiões a leva a encerrar-se no seu próprio mundo para fugir ao que se passa fora dele. São místicas, sonhadoras, sensíveis e possuem as virtudes mais puras de todo o Zodíaco.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Passado Precioso...

Há certos momentos em nossas vidas que daríamos ou faríamos tudo para
 viver novamente um simples momento....ou vários simples momentos....

Eu por exemplo faria de tudo para ter novamente uma pessoa muito especial
do meu lado...nem que fosse um dia, uma tarde...ou uma hora!

Ele que me ensinou a dar os primeiros passos, que me erguia quando eu caia, que
 me esquentava nas noites frias antes de ir dormir, que me chamava atenção
 quando eu estava errada, que me protegia sempre quando eu sentia medo, 
que me ensinou andar de bicicleta, que me fez entender no passar da vida, o
 certo e o errado, que me ensinou a ser uma pessoa simples, humilde e acima
 de tudo não fazer diferença de ninguém, que ao saber da minha decisão de
 sair de casa me apoiou e me levou até onde eu queria ir, ele em que todas as sextas-feiras, durante um ano, me esperava sentado no sofá com um sorriso no rosto e ao me ver entrar pela porta me acolhia com um abraço sem tamanho e um colo incomparável...

Este homem, figura mais importante na minha vida, meu PAI! 

Já fazem 6 anos que ele se foi, e a dor da perda aumenta a cada dia, a saudade que bate é de tamanha dor que não há nada a ser feito para ameniza-la, a única coisa que consigo pensar ou fazer é rezar e deixar o tempo passar.  Muitas vezes penso porque tinha que ser ele, porque ele teve que ir tão cedo, porque ele não ficou mais presente em nossas vidas.... E o que mais dói é saber que nunca vou obter respostas sobre estas questões...Dóis muito saber que você nunca mais vai ter aquele abraço, aquela mão, aquele pilar em que você poderia se apoiar e quando mais precisasse saísse correndo para mais uma vez ganhar aquele colo...Pai eu te amo com todas as forças, e se tem hoje um sentimento que tenho por você além de amor é GRATIDÃO.... Obrigada por tudo o que você me ensinou, obrigada por me fazer acreditar naquilo que eu desejo e almejo... Você foi, és e continuará sendo o melhor pai do mundo!!! 




Não sei porque você se foi, quantas saudades eu senti

E de tristezas vou viver e aquele adeus não pude dar...

Você marcou em minha vida, viveu, morreu na minha história...
Chego a ter medo do futuro e da solidão que em minha porta bate...

E eu!
Gostava tanto de você, gostava tanto de você...

Eu corro, fujo desta sombra em sonho vejo este passado
E na parede do meu quarto, ainda está o seu retrato
Não quero ver pra não lembrar pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista o pensamento em você...



E eu!

Gostava tanto de você, gostava tanto de você...